Foi publicado em Diário da República o despacho n.º 6605-A/2021 que estabelece que, a partir do próximo ano letivo 2021-22, todas as disciplinas vão passar a ser orientadas pelos mesmos referenciais curriculares: o “Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (PA), as “Aprendizagens Essenciais” (AE) e a “Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania” (ENEC).

Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade ObrigatóriaAprendizagens EssenciaisEstratégia Nacional de Educação para a Cidadania

_____________________________________________________________________________

Referenciais Curriculares

A redefinição do Currículo do Ensino Básico e do Ensino Secundário concretizou-se no estabelecimento do Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (PA) e na definição de Aprendizagens Essenciais (AE), orientadas por esse PA e articuladas entre si nos planos horizontal e vertical.

Documentos curriculares de referência – Francês

Ensino Básico – 3.º ciclo

7.º ano

8.º ano

9.º ano

_____________________________________________________________________________

Ensino Secundário

10.º ano (Formação Geral – Francês Iniciação)

11.º ano (Formação Geral – Francês Iniciação)

 

10.º ano (Formação Geral – Francês Continuação)

11.º ano (Formação Geral – Francês Continuação)

 

10.º ano (Formação Específica – Francês Iniciação)

11.º ano (Formação Específica – Francês Iniciação)

12.º ano (Formação Específica – Francês Iniciação)

 

10.º ano (Formação Específica – Francês Continuação)

11.º ano (Formação Específica – Francês Continuação)

12.º ano (Formação Específica – Francês Continuação)

_____________________________________________________________________________

Cursos Profissionais – (nível secundário)

FRANCÊS – Iniciação

FRANCÊS – Continuação

ANQEP

A Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP, I.P.) é um instituto público integrado na administração indireta do Estado, com autonomia administrativa, financeira e pedagógica. Tem superintendência e tutela conjunta dos Ministérios da Educação, e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em coordenação com o Ministério da Economia e Transição Digital.

_____________________________________________________________________________

Autonomia e Flexibilidade Curricular

Na construção de um currículo do século XXI, o Ministério da Educação tem vindo a adotar um conjunto de ações que convergem para o desenvolvimento de aprendizagens de qualidade e que sejam respostas efetivas às necessidades de todos os alunos (Autonomia e Flexibilidade Curricular).

Este site da Direção-Geral da Educação (DGE) constitui-se como um espaço virtual para a reflexão e a partilha de práticas, assim como para a publicação de recursos e outra informação relevante, tendo em vista o reforço do conhecimento profissional docente e o desenvolvimento da escola, enquanto organização aprendente (DGE).

_____________________________________________________________________________

Outros documentos

DGE – Línguas Estrangeiras: Francês

Direção-Geral da EducaçãoO Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: Aprendizagem, ensino, avaliação (QECR), de 2001, é um documento do Conselho da Europa, elaborado no âmbito do Projeto Políticas Linguísticas para uma Europa Plurilingue e Multicultural.

Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR) – 2001

 

Portefólio Europeu de Línguas

Como instrumento de aplicação dos princípios do QECR, o Conselho da Europa concebeu o Portefólio Europeu de Línguas (PEL), documento de auto-avaliação, que permite ao aprendente fazer a autorregulação das suas aprendizagens, sejam adquiridas em contexto formal ou não formal, e registar todas as experiências linguísticas e interculturais.

Portugal tem dois modelos de PEL acreditados:

Ensino Básico (PEL)                                     Ensino Secundário (PEL)